logo
Filhas e filhos da alma!

Retrospectiva Íntima

Ante a Palavra do Cristo

Quando Deus Criou as Mães

O perfume do bem

Planejamento

Mais Mensagens...
Inicial
Nossa História
O que é o Espiritismo
Conheça Allan Kardec
Obras Básicas
Departamentos
Horários de Funcionamento
Palestras
Boletim do Caminho
Clube do livro
Livraria
Notícias
Artigos
Biografias
Mensagens
Mídia Espírita
Galeria de imagens
Outros sites
Fale Conosco

Siga-nos no Twitter
@SECAD_
/Artigos/Um-Pouco-sobre-o-Espiritismo/

Um Pouco sobre o Espiritismo

 

      Orson Carrara

     O que você conhece sobre o Espiritismo? Naturalmente já ouviu falar da Doutrina Espírita, mas na maioria das vezes de forma distorcida, vinculando-a a "ligações com o demônio", de "trabalhos de magia", de "rito”, espíritos que baixam”, de "mesa branca", de "fechar o corpo" ou ainda "se não desenvolver a mediunidade, será infeliz" e até de "reencarnações em animais como castigo". Tudo falso, tudo ignorância, absoluto desconhecimento do que verdadeiramente é a Doutrina Espírita.
     Saiba que a Doutrina Espírita é fruto do ensinamento de Espíritos Superiores através de médiuns (indivíduos dotados da faculdade de servirem de intermediário entre os homens e os espíritos, que nada mais são que os homens fora do corpo de carne) honestos, desconhecidos entre si e de origens diferentes, cujos ensinamentos e fenômenos foram devidamente comparados, observados e organizados por Allan Kardec (pseudônimo do prof. francês Hipollyte Leon Denizard Rivail), com o lançamento de O LIVRO DOS ESPÍRITOS em 18/04/1857 em Paris, França.
     Nem todo médium é espírita, pois que esta faculdade se prende a uma disposição orgânica e independe de idade, raça, sexo, posição social, religião e estágio de desenvolvimento moral e intelectual. E nem todo espírita é médium, no sentido ostensivo do termo. Ser espírita não significa necessariamente ter que ser médium, cuja prática é feita com muita disciplina e seriedade, respeitando-se individualidades e jamais criando especulações em torno de possíveis nomes que se apresentem.
     Nem tão pouco exige o Espiritismo que quem dele tome conhecimento a ela se converta. Respeita profundamente a liberdade individual, oferece seus ensinos e deixa a pessoa livre para sua opção de continuar ou parar seus estudos sobre tais ensinamentos.
     O Espiritismo está profundamente ligado ao Evangelho de Jesus, pois que estuda seus ensinamentos e recomenda a seus seguidores que apliquem o Evangelho em suas próprias vidas, reconhecendo nele o maior código de ética de comportamento existente no planeta. Usa como bandeira o lema "Fora da caridade não há salvação" , entendo aí a caridade, em toda sua amplitude e alcance, muito além da simples ajuda material, mas estendendo-a à tolerância, à benevolência, à indulgência e à prática do amor, inclusive com aqueles que lhe são contrários, recomendando o perdão, assim como o fez Jesus.
     Por esta razão, seus objetivos do Espiritismo são a melhora moral do homem, o esclarecimento sobre sua origem, finalidade e destinação, e a orientação para a prática do bem, num convite permanente ao aperfeiçoamento e à plena vivência da fraternidade entre todos os homens, sem distinção de crença, raça, cor ou qualquer outra definição de foro íntimo. Fraternidade que fará os homens mais felizes e capaz de modificar o planeta.
     Os Centros Espíritas que o representam, refletem o conhecimento de seus dirigentes e portanto, erros e distorções devem ser creditados à falta de conhecimento dos princípios e nunca ao conteúdo da Doutrina Espírita. Porém, nestas Casas onde se estuda e divulga o Espiritismo, não há chefes ou qualquer tipo de hierarquia, embora se organizem juridicamente, como exigem as leis do País. Na Doutrina Espírita, todos são iguais, aprendizes e o único Mestre é Jesus.
      O Espiritismo não obriga a nada. A criatura é livre para agir como deseja, mas com a consciência de que todos somos responsáveis pelos próprios atos.
   Portanto, nada de medo, preconceito ou submissão às tradições, inclusive familiares. Conheça o Espiritismo, até como a título de cultura geral, sem qualquer comprometimento e avalie por si mesmo, sobre seu real valor, objetivos e finalidades altamente cristãs.

 

 Formatação: Milter-18/09/2011


Revista Afinal

Alerta

A Ecologia à luz do Espiritismo

Comer carne ou ser vegetariano

A Ecologia à luz do Espiritismo

Ainda sobre o livro de Humberto de Campos

Duas Questões de Direito Penal

A lição mais importante

Páscoa e Reforma Íntima

Evangelho e simplicidade

O Espiritismo e o livre arbítrio

Apenas dois títulos

Natal e Ano Novo

Reencarnação existe sim, na Bíblia - Jesus conscientiza

Deus, o refúgio de sempre

A Medicina oficial se abre para a questão espiritual.

Viver feliz

Injustiças socias

Dois destinos

Sempre é tempo de recomeçar

Amar é uma decisão

A terapia da esperança

Sensação de Natal

Concisa explanação a propósito dessa tal felicidade

A utilidade da infância

Entrevista com Jorge Maurício - Jornal Semanal de Três de Maio

A desencarnação é a certeza futura que temos.

O sexo é sinônimo de felicidade?

87 anos

Esperança

Solidariedade

Pineal, a glândula da vida mental

Beber alcoólicos é um flagelo Social

A missão da paternidade

Não há efeito sem causa, logo, Deus existe!

Recados do céu

A opinião de Deus

Visão Espírita da Páscoa

O "nada" e a "sorte" explicam o universo?

A fé derruba obstáculos

Doe palavras

Caridade e trabalho voluntário

A família

Evangelização Infanto-Juvenil: Necessidade urgente!

Os porquês da vida

As Propostas Espíritas em Face da Violência Social

© Sociedade Espírita Caminho de Damasco (Santa Rosa - RS) - Sítio Eletrônico