logo
Filhas e filhos da alma!

Retrospectiva Íntima

Ante a Palavra do Cristo

Quando Deus Criou as Mães

O perfume do bem

Planejamento

Mais Mensagens...
Inicial
Nossa História
O que é o Espiritismo
Conheça Allan Kardec
Obras Básicas
Departamentos
Horários de Funcionamento
Palestras
Boletim do Caminho
Clube do livro
Livraria
Notícias
Artigos
Biografias
Mensagens
Mídia Espírita
Galeria de imagens
Outros sites
Fale Conosco

Siga-nos no Twitter
@SECAD_
/Artigos/893Alerta/

Alerta

ALERTA

por Sirlei Figueira Fernandes

O céu, antes azul, cobria-se rapidamente de nuvens escuras que toldavam a luminosidade daquela tarde de verão. As pessoas corriam desabaladas, em busca de suas casas, como aves assustadas que voam para seus ninhos, procurando proteção diante do perigo que se avizinhava. O vento soprava com força, mas parecia cantar na sua trajetória assustadora.

Chegou o temporal avassalador! O riacho logo transbordou, carregando consigo tudo o que encontrava pela frente. Não importava se eram roupas, móveis, casas e até pessoas. Ouviam-se gritos, choro, blasfêmias, orações... era a Humanidade clamando por socorro.

Depois, tudo voltou à calma, o vento se calou, as nuvens desapareceram, o céu sorria no seu azul luminoso e o sol radiante reapareceu.

Foi a Natureza que provocou todo aquele alvoroço. No seu grito de alerta, dizia ao homem que o desrespeito e a ingratidão estão causando um enorme descontrole ao nosso lar terrestre. Que tudo que nos é oferecido pelas leis soberanas da vida deve ser usado com economia e moderação, e que o tempo, senhor da sabedoria, nos ensinará que os bens nos são oferecidos para que sejamos felizes!

As leis divinas nos ensinam diariamente a preservar, de forma saudável, nossas relações com o ambiente terrestre. Que sejamos parcimoniosos com o uso dos bens da natureza e pródigos em virtudes morais. Que economizemos água, preservemos as matas e aproveitemos a energia solar... mas que distribuamos a mancheias o carinho, a paz, a esperança, a alegria...

Precisamos aprender que na medida em que equilibrarmos nosso mundo íntimo, descobriremos quanto de divino carregamos em nós e aprenderemos a amar, tornando-nos dignos de ser chamados discípulos de Jesus!

Unamos nossas vozes às da Natureza, e elevemos ao infinito um cântico em louvor a Deus!


Revista Afinal

A Ecologia à luz do Espiritismo

Comer carne ou ser vegetariano

A Ecologia à luz do Espiritismo

Ainda sobre o livro de Humberto de Campos

Duas Questões de Direito Penal

A lição mais importante

Páscoa e Reforma Íntima

Evangelho e simplicidade

O Espiritismo e o livre arbítrio

Apenas dois títulos

Natal e Ano Novo

Reencarnação existe sim, na Bíblia - Jesus conscientiza

Deus, o refúgio de sempre

A Medicina oficial se abre para a questão espiritual.

Viver feliz

Injustiças socias

Dois destinos

Sempre é tempo de recomeçar

Amar é uma decisão

A terapia da esperança

Sensação de Natal

Concisa explanação a propósito dessa tal felicidade

A utilidade da infância

Entrevista com Jorge Maurício - Jornal Semanal de Três de Maio

A desencarnação é a certeza futura que temos.

O sexo é sinônimo de felicidade?

87 anos

Esperança

Solidariedade

Pineal, a glândula da vida mental

Beber alcoólicos é um flagelo Social

A missão da paternidade

Não há efeito sem causa, logo, Deus existe!

Recados do céu

A opinião de Deus

Visão Espírita da Páscoa

O "nada" e a "sorte" explicam o universo?

A fé derruba obstáculos

Doe palavras

Caridade e trabalho voluntário

Um Pouco sobre o Espiritismo

A família

Evangelização Infanto-Juvenil: Necessidade urgente!

Os porquês da vida

As Propostas Espíritas em Face da Violência Social

© Sociedade Espírita Caminho de Damasco (Santa Rosa - RS) - Sítio Eletrônico